Esse Cara Velho

Esse Cara Velho O que você diz não contaE o que não me conta faz faltaSobram entrelinhasOnde está o todo? Quando você reclamavaDa distância analógica das cartasNão imaginavaA insobrevivível solidão digital O Desimbrolhimento é confusoArde nas impermanências Porque poesia se faz com linhas Que cloud’s beggars não sabem existir Anderson Ribeiro

Parir Pra Rir

Parir Pra Rir Não quero mais que você cumpra o prazo Não espero mais que venha ou vá Não aflijo mais que ouça ou que aceite Tenho brio de alma encantada A gente devia viver até morrer Porque não viver mata ou faz chorar E todo homem chora Menos os covardes… em público Em tempos…

Poema Pão-com-ovo

Poema Pão-com-ovo Às vezes uma verdade é só uma mentira sensualE o perfeito são rasuras passadas a limpoRetrato assim minha mania de perder o fio da meadaPulsando um eu em queda livre ou arremetido ao espaçoFoi esta mania que escreveu este poema pão-com-ovoQue você já leu em outro lugar e nem ligouSó para dizer que…