Vem cá ver uns clipes meus comigo?

São 5 clipes que lancei nos últimos tempos e queria compartilhar com vocês. Bora assistir e deixar um comentário do que achou? Capela dos Sons – Anderson Ribeiro Mais de Você – Anderson Ribeiro Grossa Gente Fina – Anderson Ribeiro Canção dos Sentidos – Anderson Ribeiro Parem de acabar com o mundo! – Anderson Ribeiro…

Enquanto escrevo pra você

Enquanto escrevo pra você Eu sei que lá fora o frio chama seu nome no ventoE canta canções de inverno em seu coração que verãoQuando sua boca e o vinho selarem o caminhoDa taça que traz na mão E se amanheço antes do diaTe perdendo num filme estranhoQue criei com um roteiro absurdoDe salto no…

Encruzilhada

Encruzilhada Eu imagino um infinito instanteOnde eu possa te explicar a dor que eu sinto em vocêTe dar razões pra imaginar um mundo bomE em um segundo acreditar haver mais porquês Não quero ser um anjo bom a te entregarA vida feita e pronta pra viverMas um motivo pra aguçar a fome que te fazDo…

Adorno Ciático

Adorno ciático Ah, o inusitado!Esse pote de certezasQue nos entrega tudo prontoSempre sabemos que será inesperadoQuase um roteiro de todas as surpresasUm eterno instante atemporal Ah, o efêmero!Esse rito perpétuo de nunca durarEsse estalo contínuo de dissonâncias uníssonasUma verdadeira mentira sobre o tempoParalelos sempre se tocando Ah, as palavrasEsse estúpido fardo de sabedoriaEssa veste transparente…

Borboleta Mordida Por Tubarão

Borboleta mordida por tubarão Um dia a poesia entrou aquiTrouxe pães quentinhos, fez o café e lavou a louçaMe encheu de palavrasE foi embora sem dizer nada Depois que se foi me sufoqueiEngolindo as palavras sem querer Jogadas em mim como confete que colore antes de sujarPequenas pétalas de caos a se varrer Pisar em…

Maitre Catorta

Maitre Catorta Desassossego é um poema que nada dizUma tangente estérilNum mundo quebra-cabeçaPor mais que eu, peçaDesencaixoDesde quando deixar de morrerÉ viver de dor?O medo da morte é a medidaSe é pouco, você morreSe é muito, mata a vidaQuem chora por você?Quem vai cuidar de ti? Quem disse para o tempo sumir assim do nadaNum…

Dia do abraço

Dia do Abraço Quando ele vemÉ nó apertadoTipo sanduícheCom molho de sorrisos Quando nãoÉ nó tipo arranhãoFere gargantaFaz afônica a sílaba Que vírus é esseQue suspende os abraços?Que expõe nossos laçosNos deixa em pedaços Dinheiro não compraStatus não serveQue vírus é esseQue valor não tem preço? Mas vejo o bom desse espaçoMuito mais do que…

Poema Em Terceira Pessoa

Poema Em Terceira Pessoa Eu falo de alguém que não se encontraÉ um poema das incertezasUma casa dos contosUm ensaio muito mortoDe onde se ouvem lágrimas aos cântarosE você presenteTão sua faceTão pereneSem estarEu espelho distorcidoEm retóricas improdutivasSomas que se perdemCantos que se estendemSem rimas ou encontros perpendicularesSe não dividimosNão somosSe não somamosQuem somos? Anderson…

Poema Faltando Um Só

Poema Faltando Um Só Desvirtude é quando tudo gira em torno do que não se moveÉ o mundo que se compra com um cheque sem fundosE dele a regra finita é a liberdadeVocê tem culpa de quê?Pergunto por conta da alegria de mote crepuscularCom pseudo-atitudes de heliotropismoLampejos de distorções indesejáveisVocê não precisa ouvir essa músicaEntão…