Lírica Fronte

Lírica Fronte Escrevo em nuvensE denoto conotatividadeSão pequenas hipérbolesSem reclames vocativos Desembrulho analogias paradoxaisCalejadas de neologismosCom a personificação da ironiaQue cabe solene em metáforas sujas Cada palavra é uma labutaLáudano é o sorriso bomSomando pequenas pazesVencemos enormes guerras Anderson Ribeiro

Dia do abraço

Dia do Abraço Quando ele vemÉ nó apertadoTipo sanduícheCom molho de sorrisos Quando nãoÉ nó tipo arranhãoFere gargantaFaz afônica a sílaba Que vírus é esseQue suspende os abraços?Que expõe nossos laçosNos deixa em pedaços Dinheiro não compraStatus não serveQue vírus é esseQue valor não tem preço? Mas vejo o bom desse espaçoMuito mais do que…