Assassinado Pelo Autor

Assassinado Pelo Autor Era no desjejum beber pétalas E florir poemas pelo dia E mesmo quando comer não podia Vivia de si sem metas Era inteiro por ter companhia E de tão uno se dividia E de tanto criar Era cria Fora terceira constante Viu ser primeira distante Desfez os nós delirante Então assumi hesitante…

Minha Música

Minha Música Entre as mentiras que eu me conto A maior verdade É que era a música Que me fazia sonhar Dela de cujo sopro vale a vida Tal qual segundo decisivo Denota fôlego guerreiro O que se faz contraditório Não por acaso o que trago Não obstante o equívoco Por não se esquivar do…

Bate um peito em meu coração

Bate um peito em meu coração Não acredito em metades Me apetecem os poros Soul adstringente Ainda que pese o medo O sonho Ainda que reze a sina Estranho Minha Palavra é escura O outro é o lume Rock Star O crepúsculo anuncia o verso O reverso está contido Livre para criar Preso pela neblina…

Pulo a Bula

Pulo a Bula Meu pai que ama doce Vai de café amargo E olhar sem aspas É que o futuro era melhor Quando ainda estava por vir A pressa é para que o sonho Ainda tenha motivos E… sabe?! O verbo no passado É o futuro da preguiça Por teimosia ouvi dizer Que orelhas fazem…

Desapego

Desapego Arrotava verde perfeito Mas sangrava amarelo absurdo Com face azul falsidade E branco nada a ver Era os outros nele mesmo Um tanto de cada e nada de si Casca enfeitada E recheio vazio Rimava sorte com risco Gozava ritos do próximo Sonhava céleres ganhos Pisava extensos desertos Dava a vida pela vaga Assustava…

Quanto Vale?!

Quanto Vale?! A sociedade é o crivo do Homem Mas amar é uma loucura que o mundo aceita Andar sozinho atrai pedradas Porque amar é uma loucura que o mundo rejeita Sou muitos mas matilhas me matam Qual é o caminho de volta? Às vezes é morrer antes de viver Eu ainda não sei do…

Meu Recorte

Meu Recorte O avesso dos párias As mazelas contrárias As lições refratárias Ordinárias O tropeço prosaico O sossego voltaico A ribalta do laico Mosaico A celeuma tardia O afã que explodia O avesso do dia Misantropia O recado na testa O silêncio da festa O suor que protesta Aresta O labor do mais forte A…

Um Por Todos

Um por todos Antes eu era como eu sou hoje Só que como eu era antes E nessa vida de catavento O futuro é só um passado mais moderno Quando eu for livre Quero cruzar as linhas de Nazca num tapete voador Pra contar que a vida morre se não tiver uma trilha sonora Que…

Dúvida Que Dá Nos Nervos

Dúvida Que Dá Nos Nervos Sabedoria é preservar algumas dúvidas Aquelas que te fazem, nas horas desamanhecidas, Acertar na escolha entre o silêncio e o grito É honrar o mito da completude do ser E só ser Assim mesmo, ignorante Pois calar faz parte do estrondo Está lá Pode procurar no início e no fim…

Buracos de Minhoca

Buracos de Minhoca A gente espreme a vida um pouquinho e descobre caminhos Gente que tem um abraço nos olhos e uma chave nas mãos Gente que sabe que bondade seletiva é só interesse Gente que a voz nos previne de imbróglios A receita para se matar um poeta é temperada com concreto e pressa…