Museu das Posteridades

Museu das Posteridades

A letra da canção
É a minha voz
Não a letra da canção
Sentido

A vontade da minha voz
É a canção
Não a canção
Contrastes

Sou o guardião
De passados alheios
E os sonhos
Sei-os fora do peito
Do coração
Que por eles já bateu
Além do meu

Vivo
Entre os que
Deixam sangrar
E os que não
Deixam viver
Bravo, ouvintes!
Estejam presentes!

Anderson Ribeiro

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.