Untill 27

Untill 27

Se cidadãos de bem rasgam os livros
E presos às correntes de redes sociais
Jogam as chaves ao mar
Quem é mergulhador?

Porque ter poucos amigos não é problema
Inescusável é que entre os poucos
Sejam tímidos ou loucos
Não se possa montar uma banda de rock

Dos muitos de tantas respostas
Poucos se atentam às perguntas
E de silêncios em silêncios
Dão-se os gritos

De ontem não tem mais graça
O hoje não acontecia
Adiante nada que faça
Algo que carecia

E neste estranho tempo hostil
Máquina de descriançar
Meu adulto infantil
Teima em querer brincar

Mas aquele papo sem viço
Judiando à flor da pele
O que eu tenho com isso?
Que a resposta se revele

Era um sonho de menino
Que se sonha com irmãos
Mas ninguém se apetecia
E aí eu também não

Anderson Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.