Bate um peito em meu coração

Bate um peito em meu coração

Não acredito em metades
Me apetecem os poros
Soul adstringente

Ainda que pese o medo
O sonho
Ainda que reze a sina
Estranho

Minha Palavra é escura
O outro é o lume
Rock Star

O crepúsculo anuncia o verso
O reverso está contido
Livre para criar
Preso pela neblina

Rimas que não se falam
Cores sem frequência alguma
Nada nesse mar é Blues

Não há poesia no ditado
A não ser que se desafie
Parto com teste
A criatividade é rebelde
E bate um peito em meu coração!

Anderson Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *