Motivos

Motivos

O sócio que fala em primeira pessoa
O mau humor semeado à toa
O lixo defenestrado
O humano amontoado
O resto socado na goela
A mentira e suas mazelas
A árvore tombada precoce
A gente que ninguém socorre
O carro na contramão
A farsa na oração
A fala que nunca diz
A falta do aprendiz
A peleja dos imigrantes
A fome que chega antes
O nobre que cheira propina
O erro que nunca ensina
A retórica do descompromisso
O risco do “o que eu tenho com isso”?
O suborno do representante
O engodo do refrigerante
O elogio com etiqueta de preço
A verdade sem endereço
O sumiço da esperança
O ritmo pra quem não dança
O homem como produto
Sem gênero porque bendito é o fruto

Anderson Ribeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *