Rascunho

Te procurei
Tentei te achar
E nessas idas e vindas minhas pra te encontrar
Eu tive a ilusão
De que tudo acabaria bem
De que tudo que eu fazia era acertar

O meu maior receio era morrer pro seu olhar
E eu disse não
As vezes o que se espera da dor
É a alegria de dizer que o que passou não vai vencer o coração
E eu me pego a costurar todas as nuvens
Num desenho bem melhor
Um rascunho que dissesse de você
Pra entender porque
Tudo era poesia o que
Em minha mente acontecia
Procurando te fazer me enxergar

Porque tudo que eu queria era saber
O que fazer para te ver feliz
Gastei canetas em rabiscos
Busquei ajuda nos meus discos e ouvi
Dont let me down
Oh, darling
Get back, please!
Yesterday was a hard day’s night
Anderson Ribeiro
26/10/2015

2 comentários Adicione o seu

  1. Neide Heliodória Bernardes disse:

    …”E eu me pego a costurar todas as nuvens” : Bár-ba-ro, lembra Manoel de Barros! Lindo, Anderson!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *